Novo Hamburgo registra primeiro óbito por Covid-19 de moradora da cidade

Novo Hamburgo registra primeiro óbito por Covid-19 de moradora da cidade

Publicado em 30/03/2020 - Editado em 01/04/2020
Crédito
Arte/PMNH

A Prefeitura de Novo Hamburgo recebeu, no final da tarde desta segunda-feira, 30, a confirmação por parte do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) do primeiro óbito por coronavírus de uma moradora da cidade. Trata-se de uma idosa de 84 anos que estava internada no Hospital Regina desde o dia 24 de março e que faleceu no último sábado, dia 28. Ela apresentava febre, tosse, dificuldade respiratória, fraqueza, dificuldade para deglutir, além de sinais de cianose. Era diabética, tinha doença cardiovascular, doença neurológica crônica/neuromuscular, além de doença renal e pulmonar crônica.

O caso desta idosa também confirma o que a Prefeitura já vem alertando há vários dias: de que o vírus está presente na cidade e que o melhor neste momento é o isolamento domiciliar e a atenção por parte de familiares para o público de risco. A idosa não saia de casa e só tinha contato com familiares (sobrinhas e netas), que a visitavam com frequência. Agora, a Vigilância em Saúde está buscando contato com estes familiares para verificar histórico e possíveis contágios.

No domingo, o município também registrou seu primeiro caso confirmado de coronavírus. Foi de uma técnica em enfermagem, que trabalha na UPA Centro e que se recupera bem em isolamento domiciliar. Novo Hamburgo foi uma das primeiras cidades do Estado a colocar em prática um Centro de Referência ao coronavírus. Ele funciona junto ao Hospital Municipal, em área completamente isolada. Todas as pessoas com sintomas de coronavírus são encaminhadas por meio da rede básica de saúde. Desde o dia 20, quando ele entrou em operação, já foram atendidas 175 pessoas, sendo que seis foram encaminhadas para isolamento domiciliar e nove foram internadas. Outras 160 foram liberadas. Atualmente, há seis internadas, sendo quatro na UTI.