Ação solidária em Canudos arrecada 500 peças de roupas de inverno

Ação solidária em Canudos arrecada 500 peças de roupas de inverno

Linha de apoio
A empatia se expande por Novo Hamburgo em iniciativas como a mobilização do bem promovida pelo CAPS II
Publicado em 25/05/2020 - Editado em 25/05/2020
Em torno de 500 peças de inverno foram arrecadadas pela equipe do CAPS II Canudos
Crédito
Divulgação

A equipe técnica e os usuários dos serviços do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) II Canudos se sentiram sensibilizados pela situação das pessoas mais vulneráveis do Município frente à chegada do frio e em plena pandemia do novo coronavírus. Uma ação interna coincidiu com o mês de uma data importante no calendário dos profissionais de saúde mental. No caso, o Dia da Luta Antimanicomial, reservado ao 18 de maio.

Bastaram poucos dias de uma campanha exclusiva do espaço, há cerca de duas semanas, para que fossem arrecadadas em torno de 500 peças de roupas de inverno, entregues à Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) por meio da Fábrica da Cidadania.

O CAPS II Canudos, além de atender o bairro mais populoso da cidade, abrange os territórios São Jorge e Vila Kraemer. Vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o espaço está sob gerenciamento da Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (FSNH).

De acordo com o coordenador do CAPS II Canudos, o servidor Germano Bota, a ideia foi fazer uma ação alusiva à passagem da data de luta antimanicomial sem promover aglomerações, protegendo os profissionais e o público atendido nas atividades terapêuticas. "O dia em questão, que trata dos direitos das pessoas em tratamento e do seu protagonismo, foi lembrado de uma forma diferente neste ano, devido às circunstâncias, mas não poderia passar em branco, pois há um novo olhar sobre as questões sociais e de saúde mental com a pandemia", observa.

Para manusear essas peças vindas da rua, mostrou-se necessário que as equipes envolvidas se protegessem usando luvas e máscaras, além de lavarem bem as mãos depois do contato. E para garantir que não houvesse contaminação, os locais onde foram depositadas as doações também passaram por um processo de higienização.