Assinada ordem de início de construção das casas da Vila Martin Pilger

Assinada ordem de início de construção das casas da Vila Martin Pilger

Publicado em 03/03/2020 - Editado em 05/03/2020
Prefeita Fátima assinou a ordem de início da construção das unidades habitacionais junto aos moradores beneficiados
Crédito
Lu Freitas

Um futuro feliz mais próximo. Este é o sentimento com a assinatura da ordem de início para a construção de 70 unidades habitacionais na Vila Martin Pilger e que colocará fim a uma espera de anos para 70 famílias. A cerimônia de assinatura foi realizada no começo da noite desta segunda-feira, 2 de março, nas proximidades ao espaço onde serão erguidas as moradias, com a presença da prefeita Fátima Daudt e da secretária municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Roberta Gomes de Oliveira e de sua equipe.

A atual gestão resgatou o processo de Regularização Fundiária da Vila Martin Pilger, que em outras gestões foi interrompido. No final de 2018 foram entregues as obras de infraestrutura, como drenagem urbana, rede elétrica, redes de água e cloacal, unidade de tratamento de esgoto e pavimentação, beneficiando 117 famílias. O passo conclusivo é o da construção das casas, ao todo, serão construídas 70 novas unidades habitacionais, sendo 16 térreas (4 com acessibilidade) e 54 sobrados. A entrega das casas está prevista para o prazo de 12 meses a contar da data de início. “Como prefeita, eu quis muito estar aqui para dar esta notícia a vocês. A partir da próxima segunda-feira, as casas serão construídas. Demorou, mas não desistimos, em nenhum momento, de concretizar este sonho de cada um de vocês”, disse a prefeita Fátima Daudt, ao ressalta a importância da participação do poder público na realização das pessoas.

E de ver sonho realizado, o aposentado Alcides Nunes, 65 anos, entende bem. Feliz, ele aguarda a construção a casa que deseja desde o início da década de 90, quando chegou na área. “Sempre me senti acolhido, a prefeita e a equipe dela sempre estiveram aqui com a gente, com transparência, e nos deixando a par de tudo”, disse o aposentado, que só lamenta não poder dividir essa realização com a esposa, que faleceu há dois anos. “Mas estou aqui por ela”, diz. Da mesma forma, a aposentada Maria Boff, que em abril completará 84 anos, se mostrava feliz, ansiosa e contagiava os vizinhos com a alegria. “Eu sempre estive alegre, hoje estou mais”, diz dona Maria, que vai morar com o filho e com as duas netas na nova casa.

Processo técnico social

De acordo com a Diretoria de Projetos Técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), as casas serão entregues com piso cerâmico, azulejos nas áreas molhadas, pia, vaso sanitário e pintura interna e externa. “A Vila Martin Pilger também será contemplada pelo processo de trabalho técnico social, beneficiando todas as 117 famílias do local”, arremata o diretor, Martin Wagner.