O bom currículo é o primeiro passo para conseguir um emprego

O bom currículo é o primeiro passo para conseguir um emprego

Linha de apoio
URAS Lomba Grande recebeu a coach Ana Paula Fernandes para uma oficina no território voltada à elaboração do CV e outras dicas de gestão profissional
Publicado em 17/05/2019 - Editado em 20/05/2019
Ana Paula informa e descontrai o público com técnicas de coaching que aumentam o foco e a definição de objetivos
Crédito
Karina Moraes

“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo.” A frase atribuída ao pai da Administração moderna, o professor e escritor Peter Drucker, tem ativado a percepção da coach Ana Paula Fernandes sobre os processos de empregabilidade, suas mudanças e a necessidade de se provocar, cada vez, a imaginação empreendedora entre os aspirantes a vagas profissionais. “Então, quem tem o poder de fazer boas escolhas?”, instiga ela, que atua como docente no Senac Novo Hamburgo, diante de um grupo atento de participantes inscritos na Oficina de Inserção ao Mercado de Trabalho realizada nesta semana pela coordenação da Unidade de Referência de Assistência Social (URAS) Lomba Grande (Rua João Aloysio Allgayer, 1.238).

“Uma profissional de nossa equipe assistiu a uma palestra da Ana Paula e considerou importante trazer esse trabalho voltado à gestão de vida, que ela desenvolve com tanto entusiasmo, para a comunidade do nosso território”, conta a coordenadora da URAS Lomba Grande, Carla Fernanda Moehlecke Jacobsen. Em duas horas de oficina foi possível dar as dicas principais para redigir um currículo de maneira rápida e direta. Confira alguns lembretes:

1. Uma folha e nada mais

Nada de páginas e páginas de curriculum vitae (CV). “Deixe os textões para outras oportunidades”, brinca Ana Paula. Seja objetivo e direto, dando preferência a habilidades, formação e experiências profissionais listadas em tópicos.

2. Cuide para que o design seja limpo, moderno e fácil de ler

Hoje, há templates com excelente design gráfico disponíveis por meio de aplicativos gratuitos, que você pode encontrar até mesmo na store do seu celular. Faça uma busca na web e eleja os menos chamativos e sem fundos coloridos que, inclusive, dificultam a leitura.

3. Não se empolgue a ponto de usar um vocabulário com a intenção de impressionar

Use palavras que sejam claras e relevantes. Sem gírias nem linguagem rebuscada. E lembre-se: é importante indicar a área em que você deseja conseguir o emprego e tem conhecimento para atuar, como área comercial, administrativa etc., mesmo que esteja atualmente em processo de capacitação. Claro, desde que tudo o que decidir escrever no CV seja a mais absoluta verdade.

4. A experiência atual vem primeiro

A cronologia inversa é “o pulo do gato” dos currículos. O curso mais recente vem em primeiro lugar, lá em cima, assim como a formação de ensino que você realizou por último e o emprego mais recente. Outra observação: atualmente, os empregadores querem contratar pessoas gentis e comprometidas com a sociedade, que consigam realizar as tarefas em equipe e se preocupam em contribuir para a coletividade. Portanto, se você participa de trabalhos de voluntariado com frequência, está engajado em um grupo que impacta positivamente na área social (ou ambiental) do seu bairro e da sua cidade, inclua essas ações na sua lista de “outras atividades”.

5. Imprima com antecedência o CV e peça uma segunda opinião

Não deixe para imprimir cópias e cópias do seu currículo no dia da entrega ou da primeira entrevista. É muito arriscado. Imprima dias antes, para ler com calma. É fácil não perceber os erros, especialmente os deslizes de grafia e concordância, na tela do computador. Se precisar, altere, imprima de novo, mas você não deve ser o único a ler o seu CV. O ideal é solicitar a uma pessoa próxima para revisar mais uma vez o documento em papel antes de fazer as cópias definitivas.

Galeria da notícia