Começam as obras de revitalização do Centro de Novo Hamburgo

Começam as obras de revitalização do Centro de Novo Hamburgo

Linha de apoio
Ordem de Início de Serviços foi assinada nesta segunda-feira
Publicado em 14/05/2018 - Editado em 16/05/2018
Prefeita Fátima assinou nesta segunda-feira a Ordem de Início de Serviços
Crédito
Manuela Redecker

De forma rápida e objetiva, a prefeita Fátima Daudt assinou, nesta segunda-feira, dia 14, a Ordem de Início de Serviços das obras do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI), que prevê a revitalização da área central da cidade. Esta fase inicial compreende a Avenida Nações Unidas, nos cruzamentos entre as ruas Joaquim Nabuco, Lima e Silva e Cinco de Abril. “Estas mudanças trarão benefícios para toda a comunidade. Nosso objetivo é entregar à população uma cidade eficiente, segura e com visão de futuro”, destacou a prefeita, que acompanhou de perto o início dos trabalhos.

O projeto, que conta com recursos do BID, vai significar um novo momento para a cidade. Segundo o vice-presidente de Comércio da Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) de Novo Hamburgo, Natalino Conci, a revitalização é um verdadeiro presente aos hamburguenses. “O povo germânico gosta de construções bonitas e bem feitas e é isso que teremos. A cidade carecia de agendas positivas e a Prefeitura está mostrando uma organização exemplar para essas boas notícias”, observou Conci. Já para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Gilberto Kasper, Novo Hamburgo é uma das poucas cidades do Estado com um investimento de grande porte como este, especialmente nas áreas da indústria e comércio. “Estamos otimistas com o resultado desta obra. Teremos que nos adaptar por algum período em função das mudanças, porém vislumbramos períodos de grande desenvolvimento após o término do programa”, destacou Kasper.

A comerciante Berê Fritsch, que há 20 anos possui sua loja de variedades na Avenida Nações Unidas, acompanhou o início das obras. “Já passamos por diversas mudanças. A última vez foi com a vinda do trem e, apesar de termos que nos adaptar por um tempo, hoje estamos bem satisfeitos com a movimentação. Acredito neste projeto e já estou ansiosa para ver esse espaço com nova sinalização, iluminação e redes de drenagem”. Na última sexta-feira, a loja de Berê foi uma das visitadas pela equipe da Prefeitura de Novo Hamburgo que esteve nos estabelecimentos para informar sobre o início das obras. A ação foi coordenada pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues.

Mudanças no trânsito - Com o início das obras, que compreendem a drenagem e a troca da rede de esgotos, algumas mudanças são necessárias no trânsito da cidade. Para isso, a Rua Pinto Bandeira teve seu sentido invertido e passou a ser proibido estacionar na Rua Marcílio Dias, no trecho entre a Avenida Nações Unidas e Rua Imperatriz Leopoldina, no lado direito da via; na Rua Marcílio Dias, entre a Avenida Nações Unidas e a Rua Primeiro de Março, no lado direito da via; e na Rua Imperatriz Leopoldina, entre Rua Marcílio Dias e a Rua Cinco de Abril, no lado esquerdo da via. Para moradores das vias envolvidas e locais que necessitem de trânsito de ambulâncias, o acesso está liberado.

Praça do Imigrante e Calçadão Osvaldo Cruz - Também está contemplado no projeto a revitalização da Praça do Imigrante, que será dividida em quatro partes: Setor A, no trecho limite com a Rua Lima e Silva, com reforma do palco e chafariz; Setor B, com trecho caracterizado pelo calçamento em Pedra Portuguesa; Setor C, com o trecho caracterizado pela reforma dos banheiros públicos e implantação de academia ao ar livre; e Setor D, com a reforma dos espaços de lanchonetes e café, com implantação de praça infantil.

Ainda entre as obras do Centro, o Calçadão Osvaldo Cruz receberá melhorias. A revitalização será dividida em duas partes. O trecho central, que é uma faixa com nove metros de largura compreendendo todo comprimento do calçadão, receberá uma rede subterrânea para alimentação da iluminação e seu pavimento será com piso permeável, diferente do pavimento usado nas laterais. Já o trecho lateral receberá redes de água e esgoto sanitário, além de ser pavimentado com blocos de concreto.

Galeria da notícia