Nova empresa responsável pela coleta de lixo começa a operar em 1º de março

Nova empresa responsável pela coleta de lixo começa a operar em 1º de março

Linha de apoio
Onze Construtora e Urbanizadora seguirá os mesmos horários e roteiros pelos bairros de Novo Hamburgo
Publicado em 28/02/2019 - Editado em 07/03/2019
Crédito
Arte/PMNH

A Prefeitura de Novo Hamburgo anuncia que passa a operar na sexta-feira, 1º de março, a empresa vencedora do processo licitatório para a prestação de limpeza urbana e saneamento ambiental no Município. A Onze Construtora e Urbanizadora assume os serviços que incluem a coleta de resíduos sólidos domiciliares pelos bairros da cidade.

Considerada como um dos grandes desafios encontrados pela Gestão Fátima Daudt, a seleção da empresa foi realizada após análise dos recursos, na qual a Procuradoria Geral do Município (PGM) optou por manter a decisão realizada pela Comissão Permanente de Licitações (CPL), que foi a declarante da vencedora.

Toda a licitação realizada contempla a coleta manual e transporte dos resíduos, o transporte de rejeitos até o aterro sanitário e a operação até a estação de transbordo.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Udo Sarlet, haverá a migração operacional do quadro de funcionários para a nova operadora de serviços. “Quanto à logística, em respeito ao serviço que a comunidade está acostumada, não haverá alteração de roteiros tampouco de horários na coleta do lixo”, observa o titular da pasta.

Como identidade visual, os caminhões de coleta da empresa Onze serão identificados pelas cores branco e laranja. A frota é formada por veículos novos de, no máximo, três anos de fabricação.

Os contratos a serem firmados terão a validade de 12 meses, renováveis por iguais períodos, até o limite legal de 60 meses. São recolhidos mensalmente em torno de 4,8 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares. Os custos estimados com a prestação dos serviços devem ser de aproximadamente R$ 10 milhões anuais.

Contrato prevê contêineres para recolhimento no Centro

O processo de recolhimento de resíduos prevê contêineres, por meio de um sistema de coleta de batedor traseiro, num primeiro momento no Centro de Novo Hamburgo, com implantação prevista em 90 dias, além do sistema de recolhimento manual utilizado atualmente.

A vantagem da utilização dos contêineres é a ampliação dos pontos de descarte dos resíduos para a população, rapidez, racionalização do serviço e melhor acondicionamento do descarte, além de serem mais seguros e ambientalmente corretos até por questões sanitárias.

Serão 250 contêineres de cor verde para o recolhimento do lixo seco destinado à coleta seletiva, como papelão, garrafas plásticas, sacolas, embalagens de material de limpeza, copinhos de iogurte, utensílios e talheres de plástico. Outros 250 contêineres, de cor laranja, serão específicos para o depósito dos resíduos orgânicos (restos de alimentos, podas e etc). “O objetivo da Semam é buscar a excelência na prestação de serviços e também na qualidade do recolhimento”, completa o secretário Sarlet.