Hospital recebe primeiro espaço de descompressão para profissionais da Saúde

Hospital recebe primeiro espaço de descompressão para profissionais da Saúde

Publicado em 15/05/2020 - Editado em 18/05/2020
Prefeita Fátima (d) acompanhou a entrega dos espaço nesta sexta-feira
Crédito
Lu Freitas

O Hospital Municipal de Novo Hamburgo (HMNH) recebeu, nesta sexta-feira, dia 15, a entrega de parte de um projeto de revitalização e construção de duas áreas de descompressão para profissionais da saúde. Dois ambientes no térreo da unidade de saúde recebem a ação, em uma área total de 200m². As ações estão sob o comando do grupo de Arquitetos Voluntários, organizado por Marcelo Minuscoli, em parceria com Daniela Coutinho, Joana Deicke, Lilian Pereira e Marcelo John.

O primeiro deles, que tinha mais urgência, para apoio à equipe de saúde que atua no combate ao COVID-19, compreende sanitários, copa, sala de reuniões e de descanso. A área, localizada nos fundos do hospital não precisou de obras civis, pois, antes utilizado como apoio à Universidade Feevale, já possuía pisos, vestiários e banheiros em bom estado, além de ventiladores e ar-condicionado. Neste espaço, os arquitetos criaram bancadas para computadores, mesas para reuniões e lanches rápidos, um ambiente de estar com televisão, além de copa com geladeira, micro-ondas e cafeteira para os profissionais.

No outro espaço, o coletivo criará uma área de descompressão para todos os colaboradores da área da saúde do hospital. O local, que tinha escombros no centro da rampa de acesso, já foi limpo. Após a realocação dos materiais por parte do hospital, o grupo Arquitetos Voluntários pretende criar um ambiente de descompressão para todos os profissionais do hospital.

“A sala de descompressão é o local de descanso para as equipes de saúde que estão no enfrentamento da pandemia. Uma montagem mais humanizada do que os ambientes hospitalares tradicionais, mas observando todas as normas de saúde e higienização. Os espaços de bem-estar tem TV, bancada de computador, mesas e uma copa de apoio. Temos usado peças diferenciadas, com cores mais vivas para alegrar o ambiente”, destaca o arquiteto Marcelo Minusculi. A Diretora Administrativa Financeira da Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (FSNH), Itajanara Berlitz, auxilia o grupo na implementação da ação solidária. “Nossa instituição tem uma história linda, e construída a muitas mãos. Nossos colaboradores ajudaram nesta trajetória, e nada mais do que merecido, que sejam lembrados e contemplados com estas melhorias”, ressalta.

Aproveitando a ocasião, o artista plástico Marcelo Hubner fez a doação de uma tela com desenhos de profissionais da saúde em meio a flores, uma forma de homenagem pelo trabalho que desempenham. "É muito gratificante poder doar ao hospital esta arte para representar os nossos heróis", comenta.

Artista Plástico Marcelo Hubner

Desde o início de sua carreira o tema está presente em suas obras. Nos anos 80, o artista frequentou aulas em ateliers, como das professoras Adine Kümel e Tatiana Tesch. O começo da sua trajetória foi marcado pelo retrato de camponesas colhendo flores em vastos campos coloridos. Ao longo dos anos, com o aprimoramento da técnica e bagagem artística, seus traços tornaram-se soltos e dinâmicos. Em uma nova fase, o artista abrange o tema Urbano, retratando cenários de grandes cidades: excesso de concreto formando casas verticalizadas – gerando um ambiente abafado por construções. Devido a sua formação de Publicitário, ou talvez pela sua personalidade entusiástica e alegre, as vivas tonalidades podem ser observadas em todas as suas fases de criação e tornaram-se a principal assinatura do artista.

Galeria da notícia