Saúde do Homem

A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH) foi instituída através  da Portaria n° 1.944/09 no âmbito do SUS.  É entendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) que a qualidade de vida do homem (faixa da política: homens de 20 a 59 anos de idade) exige cuidados com a saúde. São muitos desafios a serem enfrentados, principalmente em relação às doenças que mais acometem os homens. Os três eixos principais em que se baseia a PNAISH são: saúde sexual, reprodutiva e paternidade; violências e acidentes em geral e o acesso/acolhimento dos homens na atenção básica, porta de entrada prioritária na Rede SUS. Esses eixos são abordados através da transversalidade entre as várias Políticas de Saúde da Secretaria Municipal de Saúde e também na inter-relação entre as diversas Secretarias Municipais no que lhes compete a fim de construir a integralidade do cuidado da população masculina de 20 a 59 anos. É um processo contínuo de estruturação e amadurecimento  da Rede SUS para avançar  na resposta cada vez mais adequada às necessidades dessa população, combatendo preconceitos que tanto prejudicam esses indivíduos.  Isto impacta no bem-estar do indivíduo, seu núcleo familiar, o meio social onde vive e por fim no conceito de saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS): é "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades." É um desafio e um dever da sociedade trabalhar para cada vez mais se aproximar desse objetivo.